29 de outubro de 2010

> ANVISA // MEDICAMENTOS

web
A partir de 28/11/2010 não poderá adquirir medicamentos do tipo ANTIBIÓTICOS, sem a RECEITA MÉDICA EM DUAS VIAS.
As farmácias terão que ficar com a segunda via da receita, e a cópia será entregue ao paciente, devidamente carimbada, sendo que o prazo de validade da mesma é de 10 dias a partir da data colocada pelo médico.

Essa é uma decisão da ANVISA.

Haverá um impacto muito grande na vida da população SUS DEPENDENTE, porque moramos em um país onde os cidadãos tem enorme dificuldade para acessar os serviços médicos.

Na atual norma de atendimento , o modelo de assistência é ineficiente, demorado, e para que todos entendam, até porque a ANVISA trabalha com informações, e nem sempre sabe ou conhece de perto como é a estrutura de ACOLHIMENTO DO USUÁRIO.

Temos aqui um pequeno exemplo:
- Sra.Maria da Silva, 60 anos, chega a UBS (Centro de Saúde), e dirige-se a um setor denominado ACOLHIMENTO, onde é atendida após 40 minutos ou mais, por uma AUXILIAR DE ENFERMAGEM, ou ENFERMEIRA ( se houver disponível no momento), e faz sua queixa:
# Bom dia, eu vim aqui porque desde ontem estou com dor e dificuldade para urinar, dói muito e a urina sai aos pouquinhos.
- Conduta: a senhora vai levar um frasco para colher a primeira urina da manhã com assepsia, jato médio, e aqui está o pedido de exame. É só passar na sala de PROCEDIMENTOS e agendar.
Caso seja confirmada uma ITU ( Infecção do trato urinário) entraremos em contato com a senhora, e pediremos a um médico de sua área de cobertura para lhe prescrever a medicação ( no caso antibiótico ).
- Dona Maria, dirige-se a sala de PROCEDIMENTOS, e se tiver sorte de não ter fila de espera para marcação de exames, a espera é menor. Como se trata de suspeita de ITU, a auxiliar de enfermagem que está atendendo naquele momento, agenda para o dia seguinte, no horário das 7:00 às 8:30.
- Dona Maria, vai para casa com a recomendação de colher o exame no dia seguinte, e tomar muita água. Mas com ela também vai a dor, o desconforto, a tristeza, a decepção, e a injúria de quem já sofreu uma vida inteira, pagou tantos impostos, e tem que esperar tres dias úteis para saber se vai tomar remédio ou não. Enquanto isso, faz um novena para qualquer santo de sua devoção, porque não será fácil sofrer mais essas dores.( e como dói!!).

- Porém, dona Maria não suporta mais as suas dificuldades e dores para urinar e vai para o PRONTO SOCORRO. Aí sim, paga todos os seus pecados, dá para rezar um terço pelo menos umas dez vezes inteiro, com tudo que tem direito.

- Ainda não acabou, o médico atende, pede um exame de urina de urgência, que sempre SUPERLOTADOS, porque são ambulatoriais também...

Trabalhando em SAÚDE PUBLICA há vários anos, posso dizer com certeza, que algumas UBS terão que implantar um setor de PRONTO ATENDIMENTO, para atender a demanda espontânea de casos como a de dona Maria.

Ou então, nossos pacientes irão sofrer cada vez mais...

sonia

Postar um comentário