22 de janeiro de 2010

> Fábrica de sonhos!

webAproveito o provável retorno para fazer um comercial: " Vou abrir uma doceria, fabricarei sonhos, recheados de creme com castanhas, amendoim, chocolate cremoso... Para adoçar a vida de muita gente. Bom, depois voltarei a falar sobre isso.

Sabe aquele dia, que voce acorda mal humorado, olha para o chão... e pisa em sua própria sombra? Imagine que dia será este...
É uma benção de Deus, acordar..., então porque não sentar-se a beira da cama, e pensar: Meu Deus, obrigado pelo meu despertar, abençõe o meu dia, que eu possa sorrir, trabalhar, e ser útil para alguém que por algum motivo possa precisar de meus préstimos.
Com certeza, sorrindo para as pessoas, elas retornarão a você sorrisos...
Mas se eu acordar e der um pisão em mim mesma, que farei com os outros?

Lembrei-me de pessoas que tem tudo de bom, boa casa, bom carro, muito dinheiro, e não quer amizade com ninguém, só com os filhos e netos, porque amizades dão liberdade para as pessoas precisarem de alguma coisa e recorrer a sua ajuda. Então passa os dias fazendo contas, consultando jornais e procurando saber a valorização do real em relação ao dólar, deste em relação ao EURO, e passa os dias, fazendo contas, economizando para guardar mais dinheiro, cada vez mais.

Pessoas assim não sabem nem o nome do vizinho, não diz "bom dia" a ninguém, para não se comprometer.
Pessoas assim sobem muito, ficam lá no alto, mas o tempo pode tirar-lhe o chão, e quanto mais alto estiver, mais e mais irá sentir a dor do tombo... da solidão... e quando passa em frente a uma Igreja, não entra, porque alguém pode lhe pedir ajuda, vai sair dinheiro do bolso, então, pensa " Olá Jesus, bom dia!"

O tempo passa, e aí como todo ser humano mortal, cai numa cama de hospital! Seus filhos e netos para quem guardou tanto dinheiro, estão muito ocupados, não tem visitas, nem no primeiro dia, nem no segundo... Mas no terceiro dia, ele vê alguém calado ao seu lado, e assim acontece a semana toda. Então, curioso, pergunta: "Quem é o senhor? Não o conheço, que faz aqui?
O homem calmamente responde: "Eu sou Jesus, estou aqui porque todos os dias voce passava e me desejava BOM DIA".

Aí eu tentei descrever a "Avareza", e o "Orgulho". Mas voltando ao meu comercial da doceria, não fabricarei sonhos, nem doces, porque as pessoas precisam é de alimento saudável, não de ilusão, açucar, precisam de amor.
As pessoas precisam acreditar que quando pensam estar sozinhas, estão nos braços de Jesus! Mesmo com todos os seus defeitos, medos.

Afinal, para ser feliz, não é preciso viver como príncipe, apenas amar e sentir que é amado.
Postar um comentário