18 de julho de 2012

Lei 4.173 - 23/03/2012


web
Lei 4.173 – 23/032012

O Governador André Puccinelli, sancionou a Lei acima que proíbe a venda, fornecimento, ou qualquer outro meio de permitir bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.

“O Hipermercado no qual faço minhas compras repete pelo menos a cada 30 minutos, “que “ não vendemos bebidas alcoólicas a menor de 18 anos.”.

Porém, pesquisas contataram que a maioria dos nossos jovens consegue comprar as bebidas com sucesso. Veja a estatística.
Capital do Estado do Paraná: 88%
Rio de Janeiro: 86%
São Paulo: 71%
Belo Horizonte: 70%

 

Isso vem consolidar a idéia de que a Lei não passa de letra morta, pois, adultos consideram o álcool um “mal menor” em vista de outras drogas.

Estudo feito pelo psiquiatra Ronaldo Laranjeira, constata que o álcool potencializa os comportamentos de onipotência, impulsividade, característicos nos adolescentes. Acabam fazendo o que os pais mais temem: se metem em encrencas.

Encrencas como: gravidez precoce, contaminações por DST, envolvimento com criminalidade, e até o uso de outras drogas ilícitas.
web

È alarmante a constatação de que ao longo de um ano, um em cada três jovens brasileiros de 14 a 17 anos se embebedou ao menos uma vez. Em 40% dos casos mais recentes, ocorreu em sua própria casa, ou na de colegas ou parentes próximos.

Em 11% dos casos estavam acompanhados dos próprios pais!

Na idade adulta, esses jovens podem vir a ser dependentes de álcool, drogas ilícitas, desenvolver depressão ou outro transtorno mental. Geralmente são péssimos alunos, se envolvem em acidentes de carro, ou brigas de rua.

Para a saúde, afeta o cérebro, coração, fígado, sistema endócrino.

A única maneira de coibir o uso de bebidas e drogas é a educação familiar, preventiva, rigorosa, e punição ainda mais.

Brasileiro precisa acabar com essa mania de dar um jeitinho em tudo, o resultado está aí: acidentes, roubos, mortes, doenças, pais chorando filhos perdidos... Culpa de quem? De todos aqueles que vivem do jeitinho brasileiro.
web

Texto> Sonia.

Referencia > revistas, jornais, informes.

Postar um comentário