18 de fevereiro de 2010

> O Homem e a Evolução

webO homem evoluiu, mas descuidou-se da ética e estacionou. Agora é preciso começar dentro da própria casa, com a família, um novo "ensaio ético", retomar as regras de boa educação, respeito, comportamento, com as nossas crianças que estão meio esquecidas pelos pais, pois em consequencia da falta de tempo muitas vezes deixam essa responsabilidade para terceiros.

Estive observando em vários locais públicos como as crianças estão sem limites, interrompem as conversas, ligam seus celulares em som muito alto, com músicas de mau gosto, incomodando as pessoas.

Por incrível que pareça, os pais não tem nenhuma atitude corretiva, estão de tal maneira envolvidos em conversas e brincadeiras com amigos, que deixam passar despercebidos certas atitudes incovenientes de seus filhos.

Nós que vivemos na era de TV digital, celulares de última geração, artes gráficas ao alcance de todos na internet, estamos aos poucos perdendo o controle da situação dentro do ambiente social em que vivemos.

Claro que as crianças não precisam de posturas adultas ou estáticas, mas elas estão sem referencia que a liberdade termina quando inicia o direito do outro. Direito ao respeito.

O que podemos esperar de crianças que crescem com liberdade excessiva. Não aprende que tudo tem limites! Serão adultos melhores ou piores destes que conhecemos ? Tenho meus receios! Temos visto homens públicos, sem pudor, fazer e acontecer, parece que tudo o que é contrário às regras de comportamento está sendo encarado como "coisa normal".
Pergunto por exemplo, para que uma criança ou adolescente, precisa de um aparelho de celular?? Descobri que é para atrapalhar as aulas, desrespeitar os educadores, andar no ônibus ouvindo música de mau gosto, constrangendo outras pessoas.

E quando são questionadas o por que agem dessa forma, vem logo a resposta: "antes que alguém pertube o meu sossego, eu o faço antes..."

Bela maneira de pensar. Será que aprendeu isso sozinha? Estou falando de crianças a partir de 6 a 7 anos, há adolescentes de 15 anos em diante. Qual é o perfil de profissionais que teremos daqui alguns anos? Para a maioria das pessoas, presenciar um assalto, acidente de trânsito, enfim, uma cena violenta, já passou a ser rotina.,, COMO UMA CRIANÇA VÊ TUDO ISSO?

Talvés o HOMEM QUE EVOLUIU tanto na ciência, invenções, artes, tecnologias de ponta, tenha se esquecido de reservar um tempo para refletir com a família e os filhos. Quando uma criança vai iniciar um escola educativa, ela já deverá estar preparada desde o convívio com a família. Não é a escola, ou o educador que deverá ensinar "educação", "boas maneiras", comportamento e respeito.

Escrevi esse texto, por que li num jornal, que uma professora foi violentamente atacada por um adolescente, e que o mesmo não sofreu nenhuma punição, por ser menor de idade. Professor/educador, já foi uma profissão de muita importancia e respeito.
Postar um comentário