10 de abril de 2011

FOME, DEMISSÕES, DOENÇAS!!

web

Enquanto aqui no Brasil os Senadores, deputados e seus protegidos, com o aval da Sra Presidente da República, gastam milhões, em planos de saúde, viagens astronômicas, moradias, mordomias, e outras coisas mais...

Vejam:

- CORÉIA DO NORTE: 06 milhões de esfomeados repasse de verba apenas 1,8 milhões (mas só recebem uma verba com porções reduzidas)

- UGANDA: 600 mil pessoas sem receber nada

- RUANDA: Redução de “ração alimentar” de 420 gramas para 320 gramas por dia

DEMISSÕES:

ZAMBIA 25% de trabalhadores demitidos

CONGO: 350 mil podem perder emprego

Mais grave ainda é que há meses o Fundo Global contra a AIDS, pediu que todos os seus programas tivessem seus orçamentos reduzidos em 10% para compra de remédios.

Isso é muito triste, enquanto muitos morrem doentes e de fome, outros esbanjam em mordomias, pra manter o “status” que “nós eleitores” concordamos com isso.

Aqui nesse país, ganham bem os peixões da política e seus assessores, ou agregados, o conhecido “trem da alegria”.

Que governantes são esses? Porque tamanha aberração será que eu encontraria uma explicação com alguma autoridade religiosa, para acalmar meu coração revoltado com Injustiças Sociais.

Dizem os espiritualistas que isso é “Expiação”, “Carma”. Ai! Que preciso é de muita ‘CALMA. ’

Outras religiões dizem que as pessoas têm o que conquistam fazendo um pacto de fidelidade com Deus.

Os padres dizem que as diferenças sociais existem por causa da dificuldade de acesso a educação.

Eu acho que as diferenças sociais existem porque tem milhões de trabalhadores “subempregados”, e algumas pessoas privilegiadas ganhando demais. Entre estes extremos estão os trabalhadores que tiveram oportunidade de estudar, prestaram concurso público, e na maioria tem mais que um emprego. E também os que trabalham por conta própria, micro empresário.

Esse é um país das desigualdades sociais, fácil de fazer tal constatação, basta observarem bares, lanchonetes, entretenimentos: tem para rico, e para os pobres. Só não vê quem não quer.

Sonia

Postar um comentário