27 de janeiro de 2011

> UNIDADE BÁSICA DE SAUDE CAMPINAS SP/BRASIL/ VANDALISMO

Arquivo pessoal
Essa foto é da nossa pia de cozinha: gabinete quebrado, torneira detonada, material de limpeza misturado com panelas, pano de chão...( Isso já estava quebrado há uns 05 anos).

Nesse final de semana 22/01/2011 a Unidade de Saúde na qual trabalho há anos, foi vítima pela terceira vez, de vandalismo.

Alguns vagabundos invadiram um local que estava sendo reformado, e onde funcionou durante muito tempo como PS INFANTIL DO HOSPITAL DR MARIO GATTI, e agora tomaram posse como moradia.

Percebendo a vulnerabilidade e facilidade de entrar no Centro de Saúde que fica no mesmo prédio, puseram-se a tomar conta do local e fazer estragos. Quer dizer, cuspem no prato em que poderão a vir comer, já que é uma Unidade Básica de Saúde do SUS ( e eles é claro fazem parte dos SUS-DEPENDENTES).


Na verdade, eu estou para advinhar por onde entraram: Pelos vidros: só se fossem HOMEM ARANHA. Não teve portas ARROMBADAS. Imagino que esses delinquentes são tão espertos que se transformaram em PLASMA, e PLASMARAM também todos os objetos abaixo:
- Computadores
- Modens
- Micro Ondas
- Cadeiras.

Sabe-se que ficaram dentro da UNIDADE BÁSICA desde o sábado a tarde ; final de semana não tem atendimento ao público. Da geladeira onde acondicionamos nossos alimentos não sobrou nada, comeram como PORCOS no CHIQUEIRO, esparramaram comida, talheres, e panelas pela cozinha toda. Ah, são "finos", não quiseram comer um pacote de biscoito MAIZENA.

Usaram todos os banheiros possíveis, fizeram um belo esparramado de ELIMINAÇÕES FECAIS E URINÁRIAS, dormiram nas macas, espalharam (com licença a expressão...) merda pelos corredores.

Assim como das outras duas vezes nada ficou esclarecido e sempre que estes pequenos eventos acontecem as autoridades públicas dizem que irão apurar os fatos através da polícia, mas acaba sem saber quem foi, como, e porque.

Ah, esqueci! esses nossos vizinhos invasores tem no local uma PEQUENA CRACOLANDIA. Coisinha de nada... Puxam um crack ao meio dia, depois as cinco da tarde, assim pra todo mundo ver, e ninguém fazer nada. Diz o segurança do nosso estacionamento, que eles são viciados mas tudo gente muito boa, da paz, " os mano bom" do mardito vício.

Ah esqueci também de dizer que onde eles invadiram não tem água,( antigo PS em reforma) então eles "MIJAM E CAGAM" em volta do Centro de Saúde, tomam banho num tanque imundo que tem atrás da parede da cozinha, onde, nós os funcionários fazemos as nossas refeições. Isso já tem pelo menos 01 ano que vem acontecendo para quem quiser "ver". Arquivo pessoal
Aqui nessa foto, tem uma valeta, com água parada, criadouro de dengue, e depósito de dejetos humanos.

As obras foram paralizadas porque a Prefeitura Não Pagou pelo serviço iniciado pela construtora contratada. E deixaram as portas abertas...

Coisinha pouca, apenas um "cheirinho de merda", nada que nosso nariz habituado a viver próximo ao SUB-MUNDO, não esteja acostumado a sentir....

Mas se perguntarem a Coordenação do CS ou Distrital, foi apenas um pequeno "Flash", nada demais mesmo...

Disse-me um advogado: É muito deprimente ver maiores ou menores algemados e acorrentados pelos pés; todos chegam assim nos FORUNS, sujos, pobres, escurinhos e mal encarados.

Ricos não ficam presos.
Brancos raramente.

Essa é a igualdade prevista na Constituição Federal: todos são iguais perante a Lei na medida de suas "desigualdades", e na medida de "oportunidades". Ricos são todos iguais..., brancos, negros, pardos, etc... As Leis também são "iguais" e "aplicáveis" a cada caso de "desigualdade".

Para cada 100 infratores, apenas 15 a 20% choram por ter decepcionado os pais e apenas 1% se arrependem e não voltam a delinquir. Esses cidadãos muitas vezes acham "graça" da "vítima" sentir medo deles.

Essas são as nossas Leis, e nosso Sistema Prisional. Cadeia não recupera ninguém, porque a marginalidade cresceu a um número espantoso; numa cela para 20 pessoas, ficam 60, que se revezam em ficar em pé, sentados, deitados dormindo. Quando sairem de lá serão verdadeiros animais que foram maltratados, e cheios de ódio para descarregar em suas próximas vítimas.

Por isso, para crimes "hediondos" o criminoso deveria ficar isolado numa ilha da qual não pudessem fugir nadando em águas com piranhas, e caçar seus alimentos nas matas em meio a bichos melhores que eles, para sobreviverem. (já que não se pode falar em pena de morte nesse país das maravilhas.)

Os filósofos, assistentes sociais, e a própria polícia deveriam direcionar atividades de trabalho para os detentos, para que sintam quanto é ruim a cadeia mesmo sendo melhorada, e não querer voltar a delinquir e para ficarem presos novamente. O trabalho dignifica o homem.

Hoje 27/11, por volta de 15 horas, a coordenadora do Centro de Saúde, determinou que as zeladoras que lá trabalham, e são funcionárias terceirizadas, que as mesmas fossem até o porão do prédio, onde tem 80 galões de CLORO vencidos, e ESPARRAMASSEM em toda a volta do prédio;bem como juntassem todo lixo: remédios, agulhas utilizadas pelos drogados, roupas sujas, vidros quebrados, e que também recolhessem toda "merda" que eles andaram fazendo pra todo lado.

Resultado: As funcionárias passaram mal com o cheiro forte do cloro, e se nós não as tirássemos do local, teriam desmaiado, pois, quase não conseguiam respirar. Comentaram: ESSA COORDENADORA É LOUCA E SURTADA.

sonia.
Postar um comentário