21 de janeiro de 2011

> DIA DE.... NÃO FAZER NADA!!!

web
Hoje,
resolvi que ia comer o que queria,
tomar banho sem pressa,
deitar,
não pensar em nada,
deixar ficar...


Espreguiçada,
relaxada,
simplesmente pelada de preocupação,
não pensando na vida,
sem compromisso com horas,
pessoas.

Pensei até,
em nem me lembrar...
de ninguém,
mas sonhei.


Um sonho bom,
eu não estava aqui,
era bem longe aquele lugar,
nunca o vi antes,
era pra lá do fim...

Apenas sonhei.


Larguei tudo,
todos,
todas as coisas,
a mim mesma,
para acordar,
não sei quando...

Sem me lembrar,
porque,
quando,
desde que...


Queria trocar meu nome,
minha cara,
meu chinelo,
até a cama...

Queria caminhar apenas,
sozinha,
sem pensar,
sonhar,
preocupar,
lembrar...


Queria apenas,
descansar...

Queria apenas,
esquecer...

Queria apenas,
não me lembrar...
das coisas que deixei...
de viver,
sentir,
preservar,
segurar...


Queria esquecer,
das coisas que não tenho,
das que nunca tive,
das que pensei em ter,
das pessoas que nelas continham...

Esquecer o passado
está morto,
passou, acabou,
o que eu tenho?...
HOJE!! somente HOJE


MEU DIA DA PREGUIÇA


Preguiça de planejar,
sonhar novamente,
lutar,
conquistar,
ter nas mãos,
jogar fóra,


Preguiça de buscar...
de pensar,
no amanhecer,
no comer,
no sentir,
falar, ouvir, andar...


MEU DIA DE NÃO FAZER NADA...
NADA MESMO...
O MUNDO QUE SE DANE...
E TUDO QUE ESTIVER NELE!!



a sonia... hoje!!


Amanhã?
Não sei! será outro dia...
Talvez da esperança,
perseverança
reconstrução,
e porque não do perdão...

Ah! o perdão! perdoar o que?
quem?
de que?

Já sei, perdoar eu mesma...
que não me amei,
não me dei ao respeito,
me deixei ferir

Já sei, recuperar...
o tempo perdido?
não o tempo perdido já era...
eu quero um tempo melhor

Com pessoas melhores,
aquelas que me estimam,
respeitam,
amam,
aceitam,
Eu sou assim...

Já me perdoei!!!
Errar? quem sabe...
Outra vez?
Não! Sonia!
Aí já é burrice...

Não deixe que ninguém,
engane voce,
lhe faça acreditar no que não existe
que se aproveitem da sua ingenuidade...

EU?? Ingênua???

Sim, uma ingênua burra, idiota
que sofreu porque quis,
procurou chifre na cabeça de cavalo,
e ACHOU!!!
aprendeu???
doeu??
sim!
mas...
c'est fini
pour tour jour!!


c'est fini
pour tour jour!!



a sonia, agora.

Postar um comentário