24 de fevereiro de 2011

>> SALARIO MÍNIMO/EDUCAÇÃO/SAUDE PÚBLICA

web
Não é nenhuma surpresa as contraditórias situações que abalam a confiança dos cidadãos, levando-os a completa descrença e perplexidade em relação a informações desencontradas, todos espantam-se mas tudo continua igual.

Vejam: O Governo estabelece um piso salarial para os professores: R$ 1.187,00 ( tudo isso...), avisa que houve um ajuste de 4,5% na tabela do Imposto de Renda, e a nossa Presidente, irá logo mais fazer um pequeno discurso já gravado, sobre a miséria e educação no país.

Voces entenderam o caos?... Perceberam a ironia?

Será que a Presidente, pretende aumentar o número de analfabetos no país? Sim porque esse piso salarial é para fazer professores/educadores, desistirem de uma vez por todas da profissão. É para eles nem passarem em frente as escolas.

Qualquer atendente de "Call Center" ganha mais do que isso! Aliás muito mais...
E acabar com a miséria fixando um salario minimíssimo; ah como eu gostaria de colocar um desses políticos morando num comodo de fundos, e dar R$ 545,00 para ele comer, vestir, pagar aluguel, e enfrentar fila do SUS.

Não existe uma comunicação entre eles não é? Pensa, a mulher vai em horário nobre na televisão chamar o povo de queridos(as) depois de anunciar, salário mínimo, piso salarial, e reajuste de tabela de imposto de renda.

Ora, isso é uma brincadeira! Seria melhor eles reunirem-se como "pinguins" discutir as vergonhas nacionais, e verificar o texto decorativo que ela vai dizer para o povo aceitar queirendo ou não.

A Saúde está uma barbárie: Os Prontos Socorros, super lotados, há uma enorme demora no atendimento, porque, o próprio Secretario de Saúde aqui de minha cidade, (e isso deve ocorrer em quase todas), disse na televisão: " Os prontos socorros estão com super-lotação porque as pessoas deveriam procurar mais as UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE, onde há médicos para atender os casos de rotina.

Tem médico? Onde? Debaixo da mesa? Escondido em alguma sala para não fazer VISITA DOMICILIAR?? Ele não sabe disso; essas informações não chegam até ele, fica debaixo dos tapetes.

Senhor secretário, quem atende a demanda espontânea nos POSTOS DE SAÚDE são as enfermeiras, atualmente recém-formadas, sem experiencia em saúde pública, vigilancia epidemiológica.

Ou então ele sabe e se faz de morto. A pouco tempo um funcionário do RH da saúde disse-me: "é melhor para voce aceitar sua transferencia, porque nesse modelo de gestão atual, a corda estoura do lado mais fraco". Puro assédio moral. Da minha ilustríssima coordenadora, e do RH que é obrigado a fazer o que a bonita quer...

Afinal ela tem "QI", e no modelo da nova gestão... Ah, veja fotos horrorosas que eu tenho da UNIDADE BÁSICA....Mas isso não interessa aos distritais.

Essas fotos, vem sendo atualizadas desde 2004, já fiz álbum, entreguei para duas coordenadoras, fiz outro e entreguei para essa "famosa", e sabe o que aconteceu... fui afastada da Unidade por seis meses, e depois transferida, querendo ou não.

Uma enfermeira há uns tres anos mais ou menos, pegou um desses albuns, foi no Distrito de Saúde, e sabe o que aconteceu com ela: foi transferida para outro serviço.


Um dia desses, mais precisamente num sábado no salão da manicure que não esteriliza nada, ouvi uma pessoa comentar: " Meu filho, teve um febrão, acordou com o corpo todo "empipocado", coceira, dor no corpo, não tinha nem força para andar.
Mas graças a Deus eu tenho convenio: O médico deu um antialérgico tão bom , passou uma receita de relaxante muscular, ele dormiu o dia inteiro e acordou bem melhor....


Olha onde mora o perigo...

Nesse país não existe educação na escola, nem orientação as mães, e familiares a respeito de doenças infecto-contagiosas; olha a dengue matando por aí... A mulher aí de cima acrescentou: " o médico tão bonzinho disse-me que sarampo, e catapora não é, com certeza comeu alguma coisa que intoxicou..."

Não estou aqui julgando a atitude médica, vejam bem, isso foi o que eu ouvi. Se eu estivesse numa Unidade Básica, fazendo Acolhimento, certamente, eu verificaria a PA, Temperatura, faria as anotações e encaminharia para uma avaliação médica; que na minha humilde opinião, porém, conhecedora de VIGILANCIA EPIDEMIOLOGICA, certamente a conduta seria diferente.

A suspeita de Dengue é clara, e fala-se sempre na televisão: Febre, mialgia, exantema, prurido, prostração, tem que ser investigada. Não se pode confundir sinais e sintomas, é a vida que está em jogo. Uma dengue Hemorrágica não diagnosticada a tempo, mata.

sonia







Postar um comentário