1 de janeiro de 2012

>> UBS CAMPINAS SP / MÉDICO DA FAMILIA

Escrevi por diversas vezes vários assuntos relacionados com as UNIDADE BÁSICAS DE CAMPINAS > fui funcionária de uma delas por apenas 15 anos.(de 1995 a 2010)

Por mim, ficaria trabalhando no mesmo local, perto de minha residência, e já com vínculo junto aos pacientes, que esse é o objetivo do PROGRAMA SAÚDE DA FAMILIA.

Mas de lá eu saí, por conta de assédio moral, constrangimento, abuso de poder da atual coordenadora, que me obrigou a deixar o local, e me encaminhou a um departamento para que eu fosse direcionada a outro local de trabalho. 

Daí, eu fui parar no Hospital Público, em serviços burocráticos que não é A MINHA PRAIA, e de lá tambem fui removida para outro local, igualmente burocrático.

Mas hoje, véspera de ano novo,  conversando com uma moça que ainda trabalha lá, me contou que um funcionário com DIABETES MELLITUS, jovem ainda, casado e pai de uma linda menina hoje com 04 anos de idade, tendo passado mal, foi ao Hospital que fica bem próximo e fez um RX DE TORAX.

Disse-me essa funcionária que o rapaz levou para a UNIDADE BASICA DE SAUDE a que me refiro, e passou em consulta com um dos médicos generalistas e que olhando o exame, e tendo feito a auscuta pulmonar do funcionário comentou com o mesmo: "voce está mal em rapaz", vou lhe dar o dia de hoje para repouso, e tomar o medicamento para PNEUMONIA em casa mesmo. Voce está mesmo com pneumonia.

E assim o rapaz foi para casa, com uma caixinha de antibiótico via oral, enfraquecido, febril, com forte dor toráxica.

Em pouco tempo a esposa do mesmo telefonou na Unidade e avisou que seu marido piorou muito durante a tarde, e tendo ido ao HOSPITAL DA PUC, foi imediatamente internado na UTI, com derrame pleural, DPOC, e todas as complicações  em paciente DIABÉTICO INSULINO-DEPENDENTE.

Essa não é a primeira e nem será a última vez que esse mesmo médico dispensa paciente com pneumonia para curar-se em casa, inclusive pessoas idosas,   que vieram a falecer, e agora um funcionário da própria  Unidade, que graças a DEUS e cuidados médicos do Hospital da Puc, está se recuperando a contento.

Isso foi o que a funcionária que ainda trabalha lá, me contou. 

Então resolvi colocar nessa minha página, porque isso é um descaso total,  do médico e da coordenadora, como gestora do local.

Alguma coisa precisa ser feito, consta que a coordenadora está sempre em reunião com enfermeiro que não trabalha mais na Unidade, mas que também não sai de lá, sabe-se lá porque.

Fica bem claro para quem se interessar que essa história foi passada a mim por funcionaria que trabalha na unidade, e para saber se é verdade ou não, é necessário uma averiguação muito simples no prontuario do rapaz onde consta o atendimento e conduta médica. 

Saúde é coisa séria, não se brinca com paciente como um boneco de palha. A Vigilancia Sanitaria e Epidemiológica autua farmacias, restaurantes, e não enxerga o que acontece debaixo de seu bigode. 

Enquanto as pessoas jogarem o lixo debaixo do tapete teremos gente morrendo por descaso, incompetencia, por não haver um "olhar para as questões de doenças que podem se agravar e levar o paciente a óbito.

E onde está o SINDICATO que não faz nada!! O que está esperando a coordenadora de Saude do município para tomar providencias. 

Com tristeza, sonia.
Postar um comentário