23 de março de 2010

>Momentos decisivos

webEstamos assistindo praticamente passo a passo o julgamento do casal Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, acusados de assassinarem a menina Isabella. A família passa novamente pelo sofrimento, disse a avó materna: "eles mataram minha neta naquela noite, continuando matando todos os dias, e agora querem matar a minha filha também.

Um certo advogado em um programa da Record News, disse em entrevista que o povo precisa entender que eles não são assassinos confesso, mas, mesmo que fossem teriam direito a defesa. Então um advogado, diz ele respondendo a uma pergunta de um expectador, - mesmo sabendo que o réu é culpado, o papel dele é defendê-lo a todo custo, utilizando todo e qualquer argumento disponível.

No decorrer de minha vida, tenho visto crescer cada vez mais os crimes contra as pessoas, famílias, filhos, e pais, com muita crueldade e assisto algum tempo depois em algum noticiário que o "fulano de tal" que assassinou alguém (?) foi colocado em liberdade, após cumprir, um terço de sua pena, por ser réu primário e ter bom comportamento.

Essa é a lei criminal ultrapassada do nosso país.

Por outro lado, num horário em que deveríamos assistir algum romance leve e suave numa telenovela (18 horas), as autoras estão escrevendo uma estória de crimes, roubos, vingança, fuga facilitada na cadeia, tráfego de influência, mulheres vulgares, homens disputando descaradamente a mesma mulher.

Onde irá parar a moral, o exemplo, se a própria mídia faz as pessoas acreditarem através dessas telenovelas, que tudo de errado é possível nesse país de leis retrógadas?

Isso que estou escrevendo parece bobagem, coisa de gente ignorante e atrasada, mas não é! Na minha juventude raramente se ouvia falar de crimes bárbaros, nunca eu soube que um filho matou os pais, ou que pais mataram filhos.

Eu podia andar sozinha à noite, ir e voltar andando, e olha que eu estudava numa escola bem longe da minha casa, nunca fui abordada por bandido, assaltada, ou estuprada. Hoje as crianças, e até a moçada tem que ir para escola de veículo fretado, ou os próprios pais tem que levar.

Por isso as cidades estão se verticalizando, todos estão se trancando em apartamentos que aparentemente são mais seguros. Pura ilusão. Bandido quando quer, entra onde tiver vontade, as leis são suaves mesmo...
Postar um comentário