28 de setembro de 2009

> GENTE RUIM

Quanta enganação, fingimento, falsidade, é o que presencio e vou descobrindo todo dia um pouco mais a respeito de certa pessoa, insanidade humana, mesquinhez, gente pequena, homens enganados, mulheres santas em casa e ordinárias na rua, fazendo-se passar por honestíssima, boníssima, corretíssima, uma verdadeira cobra que sabe como e há quantos anos já aprendeu dar o bote estrangulador, ter aos seus pés, marido como servo, empregadinho.

Desculpe meus seguidores mas esse é um desabafo pelas infamias, calúnias, trotes baixos, recados de mente pequena, sem que nada tenho a ver com TANTA ENGANAÇÃO, e que recebo todos os dias, perturbando meu sossego.Gente que com certeza tem INVEJA DE MIM, pois, graças a Deus sou muito eficiente no meu trabalho, e digna na minha vida particular. Não tenho culpa de ter conseguido uma boa condição de vida, trabalhei muito pára chegar aqui.

Sou uma mulher sózinha mas honesta, ganho meu dinheiro trabalhando como louca, semana toda, agora com dois empregos, e finais de semana em clínicas. Tudo que tenho consegui trabalhando. Não foi as custas de marido nenhum, que aliás, tive tres, dois morreram, e o outro ainda vive numa casa que já foi nossa. O último companheiro, coitado, foi severamente ludibriado, enganado, tanto quanto eu, que caí numa bela arapuca.

Mas não há mal que sempre dure.
Postar um comentário