12 de setembro de 2009

> Oportunidades

As empresas multinacionais que se instalam no nosso país, são as que levam uma super vantagem e exigem demais.


Vejamos: Para ser admitido como funcionário (colaborador) numa delas, é exigido Ensino Superior e Ingles e/ou espanhol fluentes (no mínimo). Essas são as exigencias mais simples para cargos administrativos.


Para quadro de funcionários operacionais, exige-se ensino médio, curso profissionalizante, e desejável idioma alternativo para conversação.


Tudo isso para dramatizar a vida dos jovens que são explorados pagando um valor altíssimo nas mensalidades cobradas pelas Escolas de Nivel Superior Particulares.

Sim porque nas universidades Estaduais e Federais as chances de passar no vestibular são para aqueles que tiveram a sorte de ter pais com poder economico de pagar-lhes um ensino médio de qualidade.


As Escolas Públicas, são verdadeiros aglomerados de jovens que nada entendem (ou aprendem), porque quase nada lhes é ensinado.


Essas mesmas empresas, recebem mão de obra do exterior, e não exigem NADA. Fornecem ao funcionário: treinamento, alojamento, e aulas "vip" dos idiomas necessários, sem nenhum ônus, estes são por acaso os protegidos que vem de fóra, por "QI" de algum político, ou influente empresarial.


Isso é simplesmente revoltante, os direitos deveriam ser iguais. Um curso de ingles ou qualquer outro idioma nesse país, tem um custo exorbitante, fóra da realidade do cidadão comum. da maioria das famílias brasileiras.


É bem isso que o nosso Governo quer, mão de obra indicada, brasileiros desempregados por falta de estudo e oportunidade, aumento do índice de violencia e criminalidade.

Quando é que a população vai acordar?
Postar um comentário