2 de setembro de 2009

> Silencio

No silencio da noite, quando me recolho ao leito para descansar meu corpo cansado, encontro um espaço vazio, frio, que era seu meu anjo, voce já não está a meu lado, para me abraçar, aninhar, trocarmos palavras sussurradas de carinho.

Minha vida que era tão vazia, se encheu de motivações quando lhe conheci, retornei lá no passado e coloquei voce no meu coração, estava jovem outra vez, cheia de sonhos, de esperança.

Voce era a única razão que eu tinha para chegar logo a hora de voltar para casa, depois de um dia de trabalho, poder cuidar de algumas coisas junto com voce, incentivá-lo a escrever quando voce se apresentava desanimado.
Eu não me importava quanto tempo e com quem voce se comunicava pela internet, quantas vezes dormi no sofá perto de voce, para não deixá-lo sózinho, quanto prazer eu tinha de fazer parte de sua vida.

E agora? Estou tão sózinha, falando comigo mesma, procurando respostas e não as encontrando, pensando a cada fração de minuto: "o que aconteceu". Não entendi nada, não encontro respostas, enlouqueci totalmente.

Voce me faz tanta falta, como se me faltasse o ar para respirar. Voce jogou tudo fóra, que pena!

Não sei se restou ainda amizade, não nos falamos mais, voce fez a sua opção, e espero que seja muito feliz.
Postar um comentário