14 de setembro de 2010

> Amigos ou Inimigos??

web

Bastou eu me afastar do meu trabalho há tres meses, a pedido da minha competente coordenadora Sra Maria do Carmo, que me disse estar mais para vovózinha do que para técnica de enfermagem; e descobri que colegas de trabalho que se mostravam minhas amigas, na verdade não foram, não são mesmo.
Eu sou uma pessoa sempre disponível para amparar ou prestar qualquer tipo de ajuda a quem precisar. Mas a recíproca nem sempre é a mesma.



Tanto é que passei 18 anos casada, e separando é que descobri que tipo de marido eu tive dentro de casa.



Na verdade, nós somos úteis na medida em que estamos disponíveis, mas quando a situação é inversa, não podemos esperar que as pessoas nos acolham da maneira como esperamos.



Se assim for, entraremos em pânico, porque infelizmente nesse mundo de DEUS, estaremos sempre sós; se depender dos seres humanos. ( será que ainda tem?).


Estou muito decepcionada com a atitude das pessoas que trabalhavam comigo: nada posso esperar das mesmas, eu apenas passei por elas em algum momento, e lhes fui muitas vezes úteis. Mas acabou. Agora, eu sou por mim mesma, e mais nada. Também não estarei mais disponível para ninguém, que não contem mais comigo para nada.



Infelizmente a amargura, ou então a "ficha" caiu. É sempre assim: é dando e não recebendo NADA.
Postar um comentário