14 de agosto de 2009

>O Aborto II

Conheça isto: Vemos que desde o momento da fecundação temos um ser humano próprio. Somente lhe falta desenvolvimento, crescimento. Ninguém pode dispor de sua vida sem cometer um crime. Abortaria uma mãe se tivesse consciencia de que isto é um crime? Sem dúvida há mães que o fazem e médicos que o aconselham; vejam como:
METÓDO DE SUCÇÃO: Com uma potente aspiradora, a criança é arrancada do ventre materno e introduzida em um frasco, convertendo-se em uma mistura sanguinolenta de tecidos o ossinhos.

EMBRIOTOMIA: O médico corta e arranca do útero materno o bebe indefeso. Como podemos qualificar a um médico que procede assim?

CIRURGIA: O médico abre o abdomen da mãe, arranca a criança viva que servirá para experiencias ou morrerá afogada em água.

SOLUÇÃO DE SAL: Injeta-se uma solução salina no saco embrionário; depois de uma AGONIA de 2 a 3 horas, a criança morrerá QUEIMADA.

Uma enfermeira de um hospital ingles descreve sua experiencia: "Está diante de mim um ser pequenino e impotente, ainda ligado à mãe pelo cordão umbilical. Era um menino de pele rosada, bem formado; gemia, e quando o toquei, agitou as mãozinhas. É uma cena que desafia os instintos maternais de qualquer mulher, e eu, como enfermeira, notei que meus sentimentos se rebelavam. Sem dúvida, aquele pequeno ser, em lugar de ir para os braços de sua mãe para ser acariciado e amado, era jogado em um balde metálico, dando com isto fim a uma vida que não se teve tempo de começar'.

Agora palavras pronunciadas pela Madre Terza de Calcutá, ao receber o premio Nobel da Paz:

O aborto: "O maior destruidor da paz é o aborto, porque é uma guerra direta, uma matança direta: é um assassinado praticado pela própria mãe".

Deus nos diz tão claramente: "Ainda que a mãe pudesse esquecer seu filho, eu não te esquecerei, porque te tenho gravada na palma de minha mão.

Vejam que Amarga Confissão: Sou mulher como voces o são, e o desconhecimento das leis da vida, me levou a cometer um dos erros mais desgraçados que uma mulher pode cometer. Quando os conhecimentos que a ciencia proporciona vieram trazer a luz em minha vida, horrorizei-me comigo mesma: acabei de dar conta de que não haviam informado a verdade, quando me disseram que somente um conjunto de células seria extirpado, sem que tivesse nenhuma consequencia, nem material e/ou psíquica no curso da vida. Jamais se apresse a tomar uma decisão como eu, porque não a esquecerá nunca.


Campanha pelo direito de viver
Postar um comentário