6 de agosto de 2009

> Perfil de um amigo


"Amigo é coisa para se guardar do lado esquerdo do peito"

Se há quem pense que a amizade sincera é um sentimento que não existe ou apenas passageira, e precisa ser procurado como um grão de areia, está certo, amigo de verdade é muito raro, e quando se encontra é preciso cultivar, como uma delicada plantinha, todos os dias.

No decorrer da minha vida, muitas vezes me surpreendi acolhendo pessoas, acreditando em amizade sincera, porém, o tempo se encarregava de mostrar que a amiga(o) era "condicional", e afastava os rumos e caminhos, aquela(e) nem sempre se mostrava um verdadeiro amigo.

Minha família sempre foi muito pequena, pais, e uma irmã, que depois de casada ficou distante e ausente, cada um tomou seu rumo após a morte precoce de minha querida mãe, a quem eu amo de paixão. Era linda e feliz.

Depois de muitos tropeços naturais na vida, os quais não descrevo porque não é o objetivo no momento, encontrava-me sózinha no meio da multidão, muitos "amigos da onça enfim completamente só.

Mas, como nesse mundo de Deus" nada acontece por acaso", e numa dessas voltas que ele dá deparei-me de repente com uma pessoa que conheci num evento de meu trabalho no serviço público de Saúde em minha cidade.

A primeira vista, não notei nenhuma diferença entre as outras pessoas envolvidas no mesmo trabalho, mas com o passar dos dias, percebi que por mais complicado e difícil se tornava o cumprimento das obrigações , havia uma pessoa, que sempre estava sorrindo e bem humorado, demonstrando prazer em fazer o trabalho que lhe deram.

Todos os dias, pontualmente as 6:30 da manhã, lá estava ele, pronto e disposto a cumprir com o nosso objetivo difícil e sacrificado para mim, era tranquilo e prazeroso a ele.

Pensava comigo: " que pessoa interessante, conversa tão bem, é inteligente, e nada sei sobre ele"; certamente muitas outras vezes devo ter encontrado com ele em outros trabalhos, mas não havia notado e nem me chamado atenção, por ser uma pessoa extremamente discreta.

Resolvi então, que deveria procurar conhecer melhor essa pessoa tão simpática e que me chamava tanto a atenção, e comecei por convidá-lo a tomar um lanche em minha casa, e para minha surpresa, ele aceitou. Graças a Deus.
Ele é sem dúvida a melhor pessoa que conheci na minha vida, capaz de ser sincero sem disfarçar, mentir, ou tentar tapar o sol com a peneira. Isso eu descobri e tive certeza depois de lhe fazer uma pergunta indiscreta e pessoal, e ele teve a honradez de me responder com toda sinceridade que jamais eu esperaria, uma vez que eu sabia qual deveria ser a resposta correta.

A partir desse momento, eu descobri o meu melhor amigo de verdade, aquele que tem a coragem de me dizer que errei, porque, quando, e ainda me mostra os meus defeitos tortuosos e insuportáveis, mas não se afasta de mim, mesmo magoado, pagando pelo que não fez, através de minha irritabilidade, impaciencia, estresse, que a vida e o tempo pregou na minha vida, me transformando nessa pessoa torta de humor que eu sou.

Tenho que reconhecer que esse é meu amigo , porque mesmo sofrendo calado fica ao meu lado, aceita meu pedidos de desculpas, me oferece o ombro para chorar as minhas tristezas e inseguranças.

Ele é uma pessoa maravilhosa, desprovido de interesses materiais, e sempre disposto a entender essa minha vida complicada pelo tempo.

Resolvi hoje que deveria escrever essas coisas, que ele já sabe, mas gostaria que as pessoas soubessem também, pois, nos últimos meses tenho vivido com a segurança de ter alguém para dividir, somar quando é possível, e aproveitar esse restinho de vida, para desfrutar de alguns momentos de traquilidade.

Por questões éticas, não vou aqui mencionar o nome dessa criatura que mudou a minha vida, mas ele sabe que escrevo sobre ele. Merece todo meu respeito e consideração.

Para voce meu amigo, aquele abraço fraterno e amoroso de sempre, e para eternidade.

Creio que por questões de reconhecimento e justiça devo dizer sim que meu amigo do coração é o J. Araújo, que muito de vocês conhecem

Postar um comentário