21 de junho de 2009

> Auto medicação

O Exmo.Sr Ministro da Saúde José Gomes Temporão, tem a intenção de proibir a exposição de remédios nas farmácias, para evitar a auto medicação.

Sabe o Senhor ministro que é comum nas farmácias a compra de medicamentos sem a prescrição médica atualizada? Vou dizer-lhe o porque: o atendimento nas UBS é tão deficitário, que estamos no mês de Junho/2009 e só é possível marcar uma consulta com Clínico Geral para o mês de Setembro, isso acontece em uma UBS onde tem QUATRO clínicos gerais, cumprindo 36 horas semanais ganhando salários de MÉDICOS GENERALISTAS.
Nós os usuários assalariados endividados iremos suportar dores causadas por uma ITU (infecção do trato urinário), articulares, musculares, gripes, e cefaleias (estas de tanto pensar no que vamos comer no dia seguinte) até conseguirmos o FAVOR de uma consulta? E mais, somo pobres sim, mas não BURROS, porque aprendemos ao longo dos anos que devemos guardar as receitas, anotar no verso para tratamento ela serviu. Aprendemos, também, lendo em informes da Internet que ITU mal curada, causa infecção renal grave, que pode nos levar a OUTRA FILA: hemodíalise.DEUS NOS LIVRE!!

Senhor Ministro: O pobre já se acostumou a ficar doente e ter que se virar para se tratar, não temos como o senhor, os senadores e assessores, plano de saúde milionário em torno de R$34.000,00 por mês!
Nós, os pobrezinhos, quando temos uma ITU deixamos de comer carnes, pagamos um exame de URUCULTURA num laboratório particular, para sabermos quais os medicamentos são sensíveis a bactéria constatada, viu como é fácil? Pobre costuma ficar sem comer e acaba nem sentindo fome. Para cefaleia, basta um chá de erva-cidreira para acalmar o stresse, depois de um bom sono, tudo passa...
Sugiro ao Sr Ministro, que para começar a consertar a Saúde Pública é necessário algumas coisas, por exemplo: cobrar dos convénios particulares os serviços prestados aos conveniados que procuram o serviço público, colocar nas *UBS bons gerentes (de preferência enfermeiros (as); bons médicos( que não tenham "picuinhas" entre si), e enfermeiros que façam menos reuniões que não servem para nada, e CUIDEM mais das necessidades dos usuários.

Só para o senhor saber, há seis meses atrás, tive que pagar exames e cirurgia em hospital particular, porque pelo SUS, não havia previsão de agendamento, e quando precisei de revisão da mesma fiquei esperando três meses para ser atendida dentro da *UBS em que trabalho há 16 anos.

Acompanhamento terapêutico/psiquiátrico, fui procurar por conta própria em outro serviço, porque fiquei três meses sem assistência. Isso porque sou funcionária, e procurei outras alternativas, e se fosse um usuário comum? Pense, repense, e faça a coisa certa.
*Unidade Básica de Saúde
Sistema Único de Saúde
Infecção do Trato Urinário
Postar um comentário