3 de outubro de 2009

> Melancolia


Um gosto amargo de melancolia,
rodeia minha alma já tão ferida...
sem forças, insegura,
numa mistura de tristeza e perdas...

Sempre foi assim, aos tropeços...
caminhos espinhosos, poucas perspectivas,
Aos poucos tudo perde o sentido!
De lembrar, reviver, esperar, recuperar, e ser feliz!

Esperança, amor, gratidão, amizade, cumplicidade?
são apenas palavras de efeito na prática da vida...

Pessoas que reabrem feridas cicatrizadas,
palavras maldosas, disfarçadamente direcionadas,
e há os que fingem serem felizes
satisfazem seu ego...

Enquanto isso, levo uma vida de mentiras
acreditando que um dia poderão ser verdadeiras,
ignoro o desprezo
e tento recuperar a mulher feliz que fui um dia...

Tudo passa!
elas passarão, as mentiras!
eu passarei...
sonhando com um caminho de paz
onde as regras e conceitos são de amor
e respeito!
Para todos, igualmente.
Postar um comentário