10 de outubro de 2009

> O tempo

O tempo é curto
è tão vago...
passa rapidamente como um cometa.
ai de mim que o vejo passar
e não posso evitar...

Não pensei em nada,
fiquei tão cega que...
que nem mesmo percebi que não enxergava nada
nem voce, nem eu, foi um relâmpago,
um tempestade que levou meus sonhos...

Mas fui eu que atirei meus sonhos,
enlouqueci!
uma fúria de ciúme não me deixou pensar
em mais nada..
Voce meu amor, nos braços de alguem?

Oh! não, hoje sei que cai na arapuca do diabo,
ninguém pensou em mim, nem eu!
que fiz comigo mesma meu DEUS?

Hoje estamos cada um para seu lado,
chorando as marcas da dor
essa separação que acabou com nossas vidas,
nenhum de nós estamos felizes...

Sonhos que sonhei, braços em que me aninhei
onde está voce?
Vem, que o tempo pode afastar nós dois
para sempre!


Postar um comentário